fbpx
Siga nossas redes

Como aplicar a sustentabilidade em projetos residenciais?

Por: Sbruzzi Arquitetura e Interiores • Postado: 15/10/2021

Garantir a sustentabilidade em projetos residenciais deixou de ser luxo ou tendência e se tornou obrigação. Atualize-se sobre o tema!

A sustentabilidade em projetos residenciais é um assunto que, a cada dia, está mais em evidência. Diante de inúmeros impactos ambientais, causados especialmente pelo aquecimento global, o setor da arquitetura também vem buscando formas de impactar o mínimo possível o planeta.

Assim, ao aplicar estratégias “ecologicamente corretas” em uma construção, é possível fazer com que todos os envolvidos no processo saiam ganhando. Construtoras e incorporadoras, por exemplo, conseguem valorizar o empreendimento no mercado. Em paralelo, os moradores podem aproveitar a redução de custos e, até mesmo, a possibilidade de aproveitar ambientes com alta qualidade em seus interiores.

Porém, ao longo do caminho é necessário considerar uma série de fatores — que vão desde a escolha correta do terreno, até o uso adequado dos materiais empregados em uma obra. Neste post, explicamos tudo sobre a sustentabilidade em projetos residenciais e, de quebra, damos algumas dicas para aproveitar ao máximo essa ideia. Vamos lá?

Qual a importância da arquitetura sustentável?

Ao falarmos sobre sustentabilidade em projetos residenciais, estamos abordando as construções que procuram aproveitar o espaço disponível, a iluminação natural, a reutilização da água e demais questões consideradas ecologicamente corretas. Nessa etapa, também é necessário contar com materiais sustentáveis — aqueles que, ao serem fabricados e usados em um imóvel, não causam danos ao meio ambiente.

A ideia é minimizar os impactos causados no decorrer de uma obra e, com isso, preservar o ecossistema. Fora isso, um projeto que segue essas diretrizes não deve estar focado somente em diminuir as interferências ambientais, como também, ser ecologicamente eficiente ao longo dos anos, proporcionando conforto e economia aos seus moradores.

Vale destacar: quando uma edificação não segue esses parâmetros, há diversas questões capazes de influenciar no bem-estar dos usuários. Como exemplo, podemos citar a iluminação natural. Se um ambiente foi projetado para não aproveitar corretamente a luz do sol, e sim a artificial, é possível que o cômodo fique mal iluminado. Como consequência, o espaço irá interferir na qualidade do sono dos moradores, causando irritabilidade e até fadiga no decorrer dos dias. Bem interessante!

Os princípios da arquitetura residencial sustentável

  • Estudar e analisar o entorno da construção;
  • Respeitar as limitações do terreno;
  • Observar as condições climáticas;
  • Desenvolver um projeto integrado;
  • Garantir comodidade e praticidade aos moradores;
  • Educar e incentivar o uso correto dos recursos naturais;
  • Seguir à risca as regulamentações e normas vigentes.

Os benefícios ao aplicar a sustentabilidade em projetos residenciais

  • Foco na preservação do meio ambiente;
  • Uso eficiente dos materiais, evitando desperdícios e promovendo economia;
  • Diminuição da poluição;
  • Conforto e praticidade;
  • Inovação e responsabilidade social;
  • Alta valorização da propriedade no mercado imobiliário.

O que considerar para garantir sustentabilidade em um projeto residencial?

Estudo dos recursos naturais 

O primeiro passo para aplicar a sustentabilidade em projetos residenciais, é analisar minuciosamente o local. Nessa etapa, o arquiteto deverá considerar os fatores naturais e, a partir disso, desenvolver um projeto capaz de aproveitá-los ao máximo. Esse é o caso da iluminação solar e da circulação de ar.

Ações inovadoras 

É preciso que o profissional vá além e consiga adicionar ao projeto uma série de ações ecológicas e capazes de manter os ambientes internos agradáveis. Uma delas é a instalação do chamado “telhado verde.”

A proposta é criar uma cobertura vegetal no espaço, ajudando na climatização dos cômodos e tornando os espaços refrescantes e agradáveis. Dependendo do resultado, esse método é excelente para eliminar a necessidade do uso de ar-condicionado ou ventilador.

Uso de energia solar

Pensar em energias sustentáveis também é primordial. Entre elas, as placas solares fotovoltaicas têm se destacado, uma vez que conseguem converter a luz do sol em energia elétrica.

Inicialmente, os moradores precisarão investir uma quantia considerável do orçamento nessa aquisição e instalação. No entanto, o investimento poderá ser amplamente aproveitado no futuro, tendo em vista que essa solução pode gerar uma economia de até 95% na conta de luz.

Outros recursos que valem destaque

  • Criação de canteiros sustentáveis, com menos desperdícios e improvisos;
  • Desenvolvimento de soluções que garantem a eficiência no uso de água na construção;
  • Seleção criteriosa dos materiais utilizados, prezando pelos menos poluentes ou que demandam pouca energia na fabricação.

Por fim, não deixe de contar com os serviços de um arquiteto conceituado e capaz de aplicar a sustentabilidade em projetos residenciais. Assim, você conseguirá obter uma residência estilosa, moderna e ecologicamente amigável.

Para mais dicas como essas, siga as nossas páginas no Facebook e Instagram. Nos vemos lá!

Compartilhe

Leia também


Últimos posts