Você sabe quais os erros mais comuns na hora de projetar e construir uma nova casa? O arquiteto Diego Sbruzzi explica

Quando o assunto é projetar e construir sua nova casa, existem inúmeras etapas a serem seguidas e, por isso, um arquiteto é fundamental para que tudo corra dentro do planejado

Construção. Essa palavra tão desejada quando se quer algo novo, pode ser também sinônimo de temor para alguns. Sim, uma das maiores dores das pessoas quando iniciam o processo de construção de sua nova casa é ter que lidar com todas as etapas do processo, pois não às conhecem ou se quer sabem que existe. E é nessa hora que a contratação de um arquiteto que elabore todo o planejamento, os projetos e administre toda a execução é fundamental. Mas então porque nem todas as pessoas contratam um profissional para essa função?

Segundo o arquiteto de Taubaté, Diego Sbruzzi, proprietário da Sbruzzi Arquitetura + Interiores, o investimento é a principal causa. “Existe um mito de que a contratação de um arquiteto para realização de um projeto e planejamento de uma obra, exige um investimento alto. Mas você já parou para pensar em quanto conhecimento técnico e experiência esse profissional tem para comandar essa jornada? Sem contar o conhecimento de mercado, contatos e fornecedores parceiros que podem reduzir os custos com materiais por exemplo”, explica.

Para comprovar a importância desse profissional nessas horas e os riscos de tentar dar conta de uma obra sozinho, separamos hoje alguns erros comuns de construções que não contam com a participação de um arquiteto para projetar e gerenciar todos os itens e profissionais que uma obra bem elaborada exige.

  1. Falta de projetos adequados e de planejamento: Saber o que precisa ser feito, por onde e como começar são apenas alguns dos detalhes de ter todos os projetos necessários. Tê-los faz com que a sua obra ocorra de forma mais tranquila. Além disso, o planejamento é essencial para que os custos não sejam maiores do que o esperado e os prazos sejam respeitados, evitando imprevistos. E esses dois fatores, sozinhos, já garantem uma redução considerável no stress que uma construção mal planejada pode causar.
  2. Não estabelecer um cronograma: Assim como citado no tópico anterior, os prazos são fundamentais e precisam ser estabelecidos. Afinal, ninguém gosta de viver muito tempo em meio a uma obra. Um arquiteto conhece bem os prazos para a execução de cada uma das etapas da sua construção.
  3. Não inspecionar a obra de forma correta: Além de te ajudar a entender como tudo está acontecendo e acontecerá, um arquiteto estará sempre monitorando a obra, conferindo detalhes e alinhando-os às orientações dadas aos operários, garantindo assim que tudo saia como planejado em projeto. Inúmeras situações desagradáveis e, muitas vezes, que geram danos financeiros, podem ser evitadas.
  4. Comprar materiais de baixa qualidade: Ao tentar reduzir custos, sua obra pode acabar saindo mais caro do que o esperado no final. Um descuido pode fazer com que seu projeto precise ser refeito. Para definir os materiais ideais, de boa qualidade e bom custo-benefício, é fundamental conhecer as marcas do mercado e avaliar cada uma pela sua qualidade, além do preço. E é aí também que o arquiteto se torna mais uma vez essencial.
  5. Instalações elétricas e hidráulicas ineficientes: De que adianta um ambiente lindo e sofisticado se não há funcionalidade? Em reformas feitas sem um projeto, algumas tomadas, por exemplo, acabam ficando em locais onde não terão utilidade. Ambientes mal iluminados também são erros comuns nessa hora. E quem pode te auxiliar a definir e planejar o ambiente como um todo? Sim, o arquiteto, ele é o profissional que pode fazer a compatibilização destes projetos com o projeto arquitetônico.

Falta de projetos adequados, orçamento estourado, contratação de trabalhadores ou fornecedores sem indicação, falta de garantias previstas por contrato, escolha do mobiliário inadequado. Sim, são muitos detalhes que podem dar errado quando tomamos as rédeas de uma obra sem um auxílio de um profissional. E o resultado da soma de todos esses erros e riscos será um grande gasto.

“Você já parou para pensar que o custo com a contratação de um arquiteto para desenvolver todos os projetos pode ficar menos do que 5% do valor que você investirá em sua obra? E que os projetos e assessoria deste profissional estão diretamente relacionados a qualidade e valorização deste imóvel que será fruto deste investimento? Por isso, consideramos fundamental a contratação de um arquiteto, independentemente do tamanho e da proporção da obra que você está planejando”, finaliza o arquiteto Diego Sbruzzi.

Sbruzzi Arquitetura+Interiores – Escritório de arquitetura há 15 anos na cidade de Taubaté, comandado pelo arquiteto Diego Sbruzzi, formado pela Universidade de Taubaté e pós graduado em Gerenciamento de Obras pela Universidade Federal Fluminense.

É responsável pela elaboração de projetos de arquitetura e de interiores em residências, estabelecimentos comerciais, empreendimentos industriais e condomínios. Possui projetos elaborados em Taubaté e outras cidades do Vale do Paraíba por profissionais com experiência em conceitos inovadores e personalizados.

Contato:
www.sbruzziarquitetura.com.br
sbruzziarquitetura@gmail.com
(12) 3629-5371
Rua Visconde do Rio Branco, 51 – Sala 406 – Centro
Taubaté

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *